Rodas de samba mensais, com um car√°ter mais informal, sempre com um convidado. Este √© o formato que h√° um ano consolidou o Ribeira Bo√™mia como um dos projetos culturais mais festejados de Natal, com uma m√©dia de p√ļblico de 600 pessoas por edi√ß√£o. "Comecei a frequentar o Ribeira Bo√™mia j√° neste novo formato, no segundo m√™s. Considero um evento excelente! Natal tem bons grupos de samba, com bons m√ļsicos. E quando eles est√£o unidos em uma s√≥ roda de samba fica um show. O formato foi muito bem pensado, vis√≠vel a todo o p√ļblico, com um som de boa qualidade", afirma o comerciante M√°rcio Lopes, frequentador ass√≠duo do Projeto.

E para comemorar este primeiro ano, o Ribeira Bo√™mia teve como convidado o artista Mosquito, cantor e compositor da Ilha do Governador, nascido e criado no partido alto. "Nesta edi√ß√£o de anivers√°rio, trouxemos de presente para o nosso p√ļblico, pela primeira vez em Natal, o sambista carioca da nova gera√ß√£o Mosquito, que vem se revelando e sendo apontado como um ¬īnovo Zeca Pagodinho¬ī, pela forma irreverente e pela desenvoltura na hora de versar", comenta Leonardo Galv√£o, idealizador e um dos produtores do Ribeira Bo√™mia.


Voltar